&

segunda-feira, 9 de março de 2015

Todos Os Esses De um Sonho.







Sempre que posso olho tua imagem
Serigrafia no coração e na mente
São os teus olhos chamando vem
Somente num meneio a miragem
Sela um convite a esta viagem...
Sozinho desvio meu olhar do seu
Solidão é uma seta que transpassa
Saudade um misto de frio e vazio,
Soam insistente a frase muda,
Surda, mas reticente, repete vem, ao eu...
Sussurrando, sussurrando, sussurrando...
Sonhos, talvez seja a resposta!
Seguindo contigo a margem do rio
Sob o céu, o sol morno. Juntos as flores!
Sentindo suas mãos nas minhas,
Sentindo o perfume dos seus cabelos.
Sentindo o hálito bem junto de mim
Sorvendo os lábios que nunca beijei
Sacrifício e tortura não medem sinônimos
Segredando seu nome em tudo que escrevo
Silenciando minha agonia nas reticências
Subliminar, tu esse amor anônimo
Sei! Que somente você seria alívio...
Somente tua presença fugida das aparências.
Seria acordar dum sonho, não dormido
Sonhar contigo tem me consumido
Será! E muitos talvez!... Teriam um fim
Solidificando de vez as transparências
Se tivesse você junto a mim.

4 comentários:

Anna Lúcia Gadelha disse...

Amigo, belíssima com a marca do teu talento e sensibilidade.
Beijos

Lucia Marina Rodrigues disse...

FALAR DE SAUDADE É FALAR DE ALGUM TIPO DE AMOR

Gigliola Rizzo disse...

Hola, recién incursiono en el mundo bloguero y me encantaría invitarte a conocer mi sitio!
Yo encantada de llegar al tuyo y con tu permiso me quedo para seguir tus publicaciones.
Muchos cariños Ƹ̴Ӂ̴Ʒ Ƹ̴Ӂ̴Ʒ Ƹ̴Ӂ̴Ʒ

http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

Sony Azevedo disse...

Magnífico! Uma criatividade e sensibilidade ímpar. Luz e paz. Abs