&

domingo, 31 de maio de 2015

Noite de Luz - lL Divo - Notte Di Luce









Estarei fingindo pra mim mesmo
Que você não esmaeceu por aí,
Que a vida não é uma viagem curta
Que diamantes não são eternos

Estarei esperando a noite voltar
Porque é sempre que as estrelas acendem
E tu minha estrela brilha de novo
A maneira que você sempre cintila

E tanto, tanto eu quis apagar o sol,
Do meu estranho mundo sem você
Sem amanhecer, sem meio termo, e arrebol,

Que a cada dia que morro eu espero,
Mais uma noite de luz a reviver
Do jeito e com o amor que te quero.



4 comentários:

ania disse...

No meu entender, poemas precisam tocar e afagar a alma, os seus, fazem isso maravilhosamente bem...parabéns pela enorme sensibilidade!!! abraço, ania..

Anônimo disse...

Ah... Como eu queria ter mais tempo... Abrir fendas e cápsulas quânticas atemporais só para me dedicar a escrever tudo o que sinto e responder à altura .... Quem sabe os senhores lá de cima dão um auxílio.... Tempo, tempo... Mas voltando aqui, tuas palavras sempre chegam, reanimam, reavivam .... Obrigada por cada fonema, vogal e as respirações e inspirações entre uma coisa e outra que é sentida assim a milhares de quilômetros de distância.... Arrebatadora são tuas palavras... Reverências das mais nobres e sinceras... Hoje o céu está nublado e a luz da estrelinha está bem fraquinha mas ainda está aqui, sempre....pra não dizer que não falei das flores, caminhando e cantando e seguindo a canção .... Chuvas de abraços a meia luz... Bea...

Lucia Marina Rodrigues disse...

Amor intenso,Amor paixão ,Amor que sobrevive a tudo

Anônimo disse...

Saudades tua... https://www.youtube.com/watch?v=rtOvBOTyX00
B...