&

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Querer. Queremos só querer...






Oculto na simulada aparência
A força enraizada do querer,
 Deixou de ser apenas, um apenas isso...
Para ser desejo, que, não satisfaz,
Causa de insônias e rebuliços,
 Se não for afago, se não for murmúrio.
Um te quero, quero, quero muito... Sussurrado,
Sufocado na impetuosidade de um beijo...
Quem ao mesmo tempo em que me suga
Ao doar seu prazer me inunda, apraz.
E nos afoga em todos os espaços e meios
Àquele que havia, e, os que foram criados.
Só preenchidos na completude dos abraços
Meu mirar sossega em seu colo, perfumado,
Adormecendo entre róseos bicudos seios
Do sentimento, de se dar e entregar-se...
Bastada à esperança, a lembrança, a pujança.
Na pele e alma a tatuagem, ficou dos anseios,
Do tudo que queremos só querer no mundo.








4 comentários:

NLC POESIAS disse...

Teu blog tá cada dia mais lindo poeta!!! Parabéns pelo talento e bom gosto. amei tudo aki, bjsss

Lucia Marina Rodrigues disse...

Yy

Colocou em forma de poesia um sentimento reprimido ( meu).Only tears friend!
Obrigado Yy




Ver meu blog hoje traduçao de poesia romenia

Lucia Marina Rodrigues disse...

Yy

Colocou em forma de poesia um sentimento reprimido ( meu).Only tears friend!
Obrigado Yy




Ver meu blog hoje traduçao de poesia romenia

Regina Costa disse...

Vc escreve muito bem. E essa imagem q abre o poema é linda por demais.